15 de fev de 2016

Daigo Takayama - Cantor lança CD no Brasil com intuito de evangelizar o Japão no futuro


“Eis-me aqui” é cantada em japonês e português por Daigo Takayama e Ana Paula Valadão no disco “#1”

Daigo Takayama em ministração
Evangelizar uma nação onde apenas 2% da população é cristã. Esse é o objetivo de Daigo Takayama, um jovem cantor, filho de pais missionários, que tem como foco principal a evangelização do Japão.
Neste mês ele lançará seu primeiro álbum, intitulado “#1”, que representa a unidade entre cristãos. “Eu estava em casa orando: ‘Deus, todo mundo tem nome de CD e até agora eu não tenho’. […] E veio ao meu coração a palavra ‘hashtag um’, de primeiro CD e, também, de um como Igreja”, explica Daigo. “A gente tem que ser um”.
Ele cresceu em um lar cristão, e desde a infância foi envolvido com atividades da igreja, chegou a participar de um grupo de louvor, mas nunca teve a expectativa de lançar um CD. Depois de morar por 10 anos nos Estados Unidos, onde estudou no Christ For the Nations (Cristo Para as Nações) e fez faculdade de psicologia e mestrado, o jovem foi desafiado a criar um projeto que evangelizasse os japoneses.
“Em 2011, teve um grande tsunami do Japão e mais de 20 mil pessoas morreram. Eu morava nos EUA, e minha intenção era ficar lá. Foi quando Deus me chamou de volta para o Japão. Aí comecei a me envolver de novo integralmente no ministério, e o Senhor começou a colocar essa paixão no meu coração de fazer um projeto para abençoar o país, que foi esse CD”.
Com a renda arrecadada com as vendas do “#1”, Daigo produzirá um álbum totalmente em japonês, que será distribuído gratuitamente às pessoas no Japão. O desejo dele é alcançar o máximo de japoneses possível, mas, como o número de cristãos no Japão é muito pequeno, um álbum em japonês não teria muita sustentabilidade no país. “Por eu conhecer o Brasil, o Senhor colocou muito forte em meu coração de retornar para cá, fazer esse projeto em português, e, com todos os fundos que a gente arrecadar com esse projeto, com agenda, vamos fazer esse mesmo CD em japonês, entretanto no Japão faríamos a distribuição toda gratuita”.
Participações especiais
Foto: Fanpage Daigo Takayama
Pastores Gustavo Bessa e Ana Paula Valadão e Daigo Takayama
Quando morou nos Estados Unidos, Daigo conheceu o pastor Gustavo Bessa, esposo de Ana Paula Valadão, de quem tornou-se amigo. “O pastor Gustavo Bessa e a Ana Paula têm sido meus mentores espirituais há uns seis anos mais ou menos. E, desde o começo, eles me abraçaram como família; o pastor sempre me encorajando. […] A boa ovelha escuta a voz do pastor. E eu tenho escutado por meio da vida dele e da Ana para fazer esse projeto. E eles abriram a porta do [estúdio] Diante do Trono”.
O CD #1, com nove faixas, conta com a participação da Ana na música “Eis-me aqui”, em que ela canta em português, e Daigo, em japonês. “Cantamos uma música com a qual todo missionário se comove. […] Ficou muito lindo esse dueto”, diz o cantor. Quem também participa do álbum é a cantora Lu Alone, na canção “Speak to my heart” (Fala ao meu coração), escrita por Daigo.
“É tão interessante que tudo que eu fiz não foi muito proposital, foi acontecendo em oração. Quando consegui todo o repertório, comecei a analisar as músicas. Todas são muito cristocêntricas e muito evangelísticas ao mesmo tempo”, explica Daigo.
Ele escreveu, junto a um amigo, a canção “Deus não está morto”, e, para ele, a música é propícia a uma cultura como a do Japão, em que Deus está morto para eles.
Vini Bruno e Jarley Brandão, integrantes do Diante do Trono, foram os produtores do primeiro trabalho musical de Daigo. “Ficou uma coisa muito legal, porque cada um deu o seu melhor, sem restrição”, diz o cantor. “A minha expectativa é muito grande. Dei meu passo de fé e sei que esse CD foi entregue para o Espírito Santo. Então, é Ele quem vai soprar, não será na minha força. […] Está nas mãos do Senhor”.
Daigo Takayama
Daigo Takayama
Família “japoneira” evangelizando o Japão
Filho de pai japonês e mãe brasileira, Daigo nasceu na Bahia e, aos 11 anos de idade, ele e sua família foram para o Japão, em 1996.
“Não fomos enviados como missionários, fomos a trabalho. Naquele país começamos um trabalho na nossa casa, com a família. Minha mãe conheceu uma senhora brasileira descendente de japonês, que estava opressa por demônios, e disse a ela: “Venha no nosso culto, vamos orar por você”. E ela foi, aceitou Jesus, e começou um trabalho de libertação na vida dela. Na outra semana, ela trouxe uma amiga, que trouxe outra amiga”, explica Daigo. “Em um ano, tínhamos mais de 80 pessoas no nosso apartamento. Então, a igreja realmente nasceu sem nenhuma pretensão de ser igreja. Nasceu de uma forma muito orgânica, muito de Deus. E hoje são 20 igrejas no Japão”.
Segundo Daigo, a igreja de sua família no Japão, denominada Faith Revival (Avivamento da Fé), é um celeiro de pessoas vocacionadas a missões. “Formamos missionários e os enviamos. Muitos voltam para o Brasil. […] Aqui, eles formam igrejas”, diz o cantor. “Somos formiguinhas, mas Deus tem nos usado”.
A congregação é internacional e constituída por 70% de brasileiros e 30% de outras nacionalidades. As ministrações são em português, mas em todos os cultos há tradução simultânea para a língua japonesa. Há, também, um culto em japonês. “Ainda não somos uma igreja completamente japonesa, que é o nosso sonho”.
Daigo Takayama em ministração
Daigo Takayama
O agir de Deus
“Somos uma igreja pentecostal, que acredita nos dons do Espírito Santo, e Deus tem trabalhado de uma maneira fantástica em curas e milagres. Já há um caso de uma pessoa que se levantou da cadeira de rodas”, conta Daigo. Ele testemunha que os japoneses se surpreendem e realmente creem que Deus é verdadeiro. “Deus tem usado de alguns milagres estratégicos para chamar a atenção deles, então, eles entendem que realmente o maior milagre é a salvação”.
Sua igreja ministra três escolas bíblicas anuais, e todos os líderes e pastores são convocados a participar para aprenderem mais sobre as Escrituras. “Meu pai é muito focado nisto: você tem que conhecer a Palavra. E os japoneses estudam um ano até aceitarem Jesus”. Segundo Daigo, eles não confessam Cristo como Salvador somente pela emoção, e, “quando se convertem, é para a vida inteira”.
Ouça a música “Jesus me ama”:

Nenhum comentário:

Postar um comentário