14 de mai de 2013

Ludmila Ferber - Biografia


Ludmila Múrias Ferber nasceu na cidade do Rio de Janeiro, Brasil, no dia 08 de agosto de 1965. Filha do casal Yuryi Emanuelevitch Ferber e Maria Helena Múrias Ferber, traz em seu código genético várias nações, dentre elas Rússia, Israel, Portugal e Espanha. Seu pai Yuryi, um russo que nasceu em Pequim, na China, veio para o Brasil ainda jovem, onde
conheceu Maria Helena. No ano de 1963, casaram-se na cidade do Rio de Janeiro, onde iniciaram sua família e criaram seus dois filhos: Yuryi Filho e Ludmila, no Bairro de Botafogo, Zona Sul da cidade.
Aos 7 dias de nascida, a menina ainda não tinha um nome definido. Foi então que seu pai, sendo boca de Deus, mesmo sem conhecê-lo na época, deu-lhe o nome de “Ludmila”, de origem russa, que significa “Amada do povo” .
A CONVERSÃO
No ano de 1985, a família Ferber atravessaria uma grande dificuldade. Os médicos descobririam que Yuryi, pai de Ludmila, estava com um grave câncer no estômago. Na época, era ainda muito mais difícil o tratamento desta doença, o que reduzia a quase zero as chances de sobrevivência.
A família foi então convidada por uma amiga, Ana, a participar de uma pequena “reunião” na cidade de Niterói/RJ . Sem que eles soubessem, a tal “reunião” era um Culto de Louvor e Adoração a Jesus, o Autor dos Milagres.
Enquanto a igreja adorava, pai e filha tiveram, simultaneamente, uma experiência profunda com o Senhor. Naquele dia, Yuryi voltou para casa completamente curado daquela enfermidade e iniciava-se naquele lar uma completa restauração…
O CASAMENTO
Em dezembro de 1987, José Antônio Lino , um jovem goiano estudante de um seminário teológico na cidade de Goiânia, veio ao Rio de Janeiro e aproveitou a visita para participar do Culto de Virada de ano na Praia de Copacabana. Foi então que viu Ludmila pela primeira vez. Na ocasião, voltou-se para um amigo que estava com ele e disse-lhe: “lá vai minha esposa”, apontando para a moça que, 1 ano mais tarde, estaria junto a ele, diante do altar do Senhor para selar uma aliança eterna.
O ano de 1988 foi de muitas alegrias, mas também de muitas lutas. No mês de outubro, o Senhor deu uma canção profética à Ludmila que dizia:
“Praga nenhuma virá sobre nós
Nenhum mal nos sucederá
Nenhuma enfermidade nos atingirá
Porque Cristo é o Senhor que nos sara
Cristo é o Senhor que nos salva
Por Suas chagas nós fomos curados
Levou sobre Si nossas dores
Assim, pra sempre confiaremos no Senhor
Sua Palavra é própria Verdade (… )
Bendito é o Senhor, bendito é o Senhor… ”
Esta canção foi uma palavra do Senhor que sustentaria a fé da família de Ludmila durante um difícil processo em suas vidas. Eles precisariam crer, mais uma vez, no sobrenatural para ver a vida de Yuryi, milagrosamente, salva. Em novembro de 1988, 1 mês antes do casamento da moça, os médicos diagnosticaram em seu pai uma doença raríssima no cérebro – um vírus que se alimentava de sua massa encefálica. A batalha pela vida de Sr Yuryi estava novamente travada e durou, aproximadamente, 8 meses. Mais uma vez, o Senhor Jesus calou os diagnósticos contrários e selou, conforme prometeu, a cura… “ Por Suas chagas nós fomos curados, Levou sobre Si nossas dores… ”
Em dezembro de 1988, o jovem casal iniciava uma caminhada a dois. Desta união, o Senhor nos abençoou com a vida de Ana Lídia (1990 – Rio de Janeiro/RJ ), Vanessa (1992 – Goiânia/GO ) e Daniela (1994 – Brasília/DF ).
O INÍCIO DO MINISTÉRIO
Pouco depois de sua conversão, Ludmila foi congregar na Zona Sul do Rio de Janeiro, em Botafogo.
“Comecei o Ministério sem ter noção exatamente do que se tratava e sem nenhuma ambição a nível de carreira artística. Na verdade, não me via cantando, mas o maior desejo do meu coração, desde aquela época e que permanece até hoje, era apenas de alcançar o coração de Deus, servindo e adorando, nas mínimas coisas do meu dia-a-dia.” *
Sua primeira “função” na igreja foi a de manusear as transparências do retro-projetor .
“Eu sempre procurava chegar bem antes do horário, já orando, adorando, esperando as pessoas chegarem e me dispondo a servir em qualquer coisa. Eu amo a casa de Deus. Amo estar em Sua casa, amo servi-lO . É muito precioso podermos, de alguma forma, ser úteis em Sua casa…” *
Do retro-projetor, foi convidada para ministrar com a “guitarra branca” durante o período de louvor.
“Meu maior prazer era tocar meu violão e adorar horas a fio em meu quarto. Eu simplesmente me perdia na adoração. Aquilo me supria e me bastava. Esse convite me assustou bastante, pois eu não conhecia as cifras e não entendia nada de guitarra, mas permaneci ali, em obediência aos meus líderes. Um tempo depois ganhei meu primeiro violão elétrico. Nessa época, nem eu, nem ninguém, imaginava que eu cantasse”.*
Quando a Comunidade começou a trabalhar o segundo disco – “Ao que vencer” – Ludmila foi convidada a participar com uma de suas composições e também do vocal.
“Estávamos gravando no estúdio do Asaph Borba, em Porto Alegre, juntamente com ele e toda a equipe da Comunidade, e qual não foi a surpresa geral quando eu comecei a cantar a música entitulada ‘Nosso Louvor’, de minha autoria. O Senhor me batizou com uma nova voz, diferente do timbre natural que, até então, eu tinha, mesmo porque, nos três dias anteriores à gravação eu estava completamente rouca. Ninguém conseguia entender o que estava acontecendo (nem eu). Mas foi a partir daqueles dias que eu comecei a aprender que eu, pra respirar, pra viver, pra ministrar, pra cantar, pra tocar, pra compor, dependo DESESPERADA e COMPLETAMENTE de Deus.” *
Depois disso, participou ainda de vários CD’s da Comunidade e da Vila da Penha: “Está chegando o dia”, “Banda Radical”, ” Praise for the Nations “, além de ” Digno” – Comunidade Evangélica do DF – e da série “Adoração” com o Ministério Koynonia de Louvor, a partir do quinto volume. Em 1996, gravou seu primeiro CD solo – “Marcas”.
Neste meio-tempo, Ludmila e seu esposo, saíram do Rio de Janeiro, em 1992, e foram morar temporariamente em Goiânia. De lá, mudaram-se para Brasília/DF , onde iniciariam o ministério Pastoral, no ano de 1995.
DE VOLTA AO RIO DE JANEIRO
Em 1997, Pr José Antônio Lino e Pra Ludmila Ferber receberam uma palavra de seus líderes para começarem um trabalho no Rio de Janeiro. Foi nesta época, antes de aceitarem o desafio, que surgiram as canções “Fala Comigo” e “O verdadeiro amor”, pois este era um desafio tremendo.
Obedecendo ao comando do Espírito, foram para o Rio de Janeiro e juntos começaram um trabalho árduo , porém recompensador, em Copacabana.
Em novembro de 1998, fundaram a Igreja Celular Internacional . Com bravura, doçura e, principalmente, DEPENDÊNCIA de Deus, o jovem casal de pastores têm formado discípulos que os amam, e têm respondido aos comandos proféticos para a conquista desta terra tão preciosa. Hoje, esse rebanho chega ao número de 1.000 ovelhas.
“Uma das maiores honras que reconheço no pastoreamento é o nível de confiança que alguém estabelece com o líder quando lhe abre sinceramente seu coração, revelando sua história de dores, dificuldades, perdas, limites e também de vitórias e alegrias… acho isso demais! Mesmo! Realmente precioso… E, certamente, uma das maiores recompensas do pastorado é ver as vidas que chegam sem esperanca até nós, machucadas, desnorteadas, desistidas, e, no processo do discipulado e do pastoreamento, vê-las sendo transformadas por Deus, vê-las sendo restauradas e restituidas, sendo curadas e libertas pelo poder do Espírito Santo, pela instrumentalidade de Deus em nossas vidas.” *
No mesmo ano de 1998, a Pastora gravou o CD “O Verdadeiro Amor”, e em 1999 “Deus é bom Demais”, ambos pela MK Publicitá.
KAIRÓS MUSIC
Dando início a uma nova fase em sua vida, em 2000, ano em que cessou o seu contrato com sua antiga gravadora , nasce o nome Ministério Adoração Profética . Através de uma palavra de Deus.
“É inesquecível o processo pelo qual passei, já que não havia em meu coração um desejo de mudanças radicais, de abrir uma gravadora própria, de gravar um trabalho independente ou coisa parecida. Mas eu busco a vontade de Deus, e as coisas são feitas porque Ele vai dando a direção, Ele vai me levando pelo caminho por onde devo andar. Eu quero fazer a Sua vontade mesmo, não é só um discurso bonitinho. E fazer a vontade de Deus é romper limites, enfrentar e vencer grandes desafios… exige pagar um preço – e o preço que se paga para viver para Deus envolve altar, entrega constante, renúncias, sacrifícios… preco alto, altíssimo… Mas é isto mesmo o que quero! O desejo inegociável do meu coração é fazer Sua vontade… e, mais uma vez em minha vida, Ele me tirou de um lugar confortável, e me lançou um desafio: “sai da torre, e edifica para Mim, um altar” – Estas foram as palavras de Deus, seguidas de uma série de coordenadas de como seria a realização do projeto que ouvi da boca do Senhor: Adoração Profética – são as profecias vivas de Deus que Ele me leva a compor.” *
Em outubro de 2001, através do lançamento do CD “Os Sonhos de Deus” , nasce a gravadora Kairós Music , que sela todos os trabalhos da Pastora a partir desta data. A “canção dos Sonhos”, como é mais conhecida, tem-se tornado um hino entre o Corpo de Cristo e sido traduzida para diversas línguas.
Através do Ministério que o Senhor confiado à nossa Pastora, milhares de vidas têm sido verdadeiramente impactadas. Além das profecias e da adoração profunda, uma outra marca que tem se evidenciado em sua trajetória tem sido a manifestação de curas físicas e emocionais. São incontáveis os testemunhos que temos recebido, dia-a-dia em nossos escritórios, assim como pessoalmente. Temos ouvido da boca de pessoas tão preciosas que se deixaram tocar pelo Poder de Deus, o relato de curas milagrosas, tais quais o Senhor começou a manifestar na família da própria Pra Ludmila, para que ela mesma, fosse testemunha viva, do Poder que há na Palavra de Deus!!
Tenho aprendido que não é por causa do potencial, do dom ou do talento que o Senhor move, opera e vem. Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para envergonhar as sábias… escolheu os que não são para reduzir a nada os que são. Deus precisa apenas de um coração quebrantado, contrito, inclinado em Sua Palavra, derramado, em amores, aos Seus pés…” *

Nenhum comentário:

Postar um comentário